CSPM participa de reunião de emergência sobre as atividades dos técnico-administrativos no IFRS em Porto Alegre

Problemas de infraestrutura e no plano de prevenção e combate de incêndios levou a direção-geral do IFRS em Porto Alegre a adiar o começo do ano letivo que estava programado para começar na quarta-feira (20). A decisão foi tomada com base em um relatório produzido por uma equipe multidisciplinar de servidores e apresentado à direção do campus. O adiamento das aulas é por tempo indeterminado. Ocorre que a Portaria que adiou o início do semestre letivo por questões de segurança previa a manutenção das atividades dos técnico-administrativos, que também sentiam-se inseguros.

A situação levou a Assufrgs Sindicato a chamar uma reunião com os servidores da instituição. Com a orientação dos advogados da CSPM Guilherme Monteiro e Jefferson Alves, o sindicato cobrou a interrupção total das atividades técnico-administrativas do campus até que haja um laudo técnico atestando a segurança do prédio, sem risco à integridade física e à vida dos servidores.

As reivindicações foram acatadas integralmente pela direção-geral e uma comissão com a participação de todos os envolvidos será criada para o acompanhamento das ações que precisam ser adotadas.

A equipe de engenharia do IFRS orçou em R$ 1,2 milhão os recursos necessários para as obras do projeto de adequação, ainda não liberados pelo Governo Federal.

Fonte: Assufrgs Sindicato

Comments are closed.