Empregada que cumpria jornadas extensas em turnos ininterruptos deve ser indenizada

Empregada que cumpria jornadas extensas em turnos ininterruptos deve ser indenizada.
Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região condenou empresa a indenizá-la por dano existencial.

Entenda o caso:

A empregada, que trabalhava em uma empresa da área de energia do Estado do Rio Grande do Sul, será indenizada por dano existencial.
Ao julgar o processo, o relator, Desembargador José Felipe Ledur, considerou que a escala de trabalho a que estava submetida a trabalhadora fere a dignidade humana, já que ela trabalhava em condições mais penosas (turnos ininterruptos de revezamento) e ainda era frequentemente submetida ao cumprimento de jornadas extensas de 8 e 12 horas.
Nesse sentido, e destacando que a jornada imposta pela empresa fez com que a empregada deixasse de conviver com sua família e de executar seus projetos de vida, o Tribunal decidiu pela condenação da empresa ao pagamento de indenização à trabalhadora no valor de R$ 40 mil reais.

Mais informações no site do TRT4

No Comments Yet.

Leave a comment

You must be Logged in to post a comment.